INFOGRAFIA

10.Nós e os animais

11 DE DEZEMBRO 2019 | 22H00

No Fronteiras XXI debatemos a relação que hoje temos com os animais. Da sua humanização, aos deveres do Homem para com os bichos e aos seus novos direitos.

Quer assistir ao vivo?

Hoje, 54% das casas em Portugal têm animais de estimação. No total, são 5,8 milhões de cães, gatos, pássaros e até mesmo jiboias e outras espécies exóticas e perigosas. Eles passaram a integrar a família e a sociedade, tendo conquistado um estatuto jurídico distinto dos outros bichos. Em caso de divórcio, por exemplo, o juiz decide como se de um filho se tratasse. A guarda partilhada de cães e gatos é cada vez mais frequente.

Para as pessoas não serem chamadas a tribunal por mau comportamento dos bichos, existem diversas instituições dedicadas ao ensino das boas regras de socialização. Os cães podem frequentar creches, escolas e até universidades próprias, onde adquirem as competências necessárias para conviver com humanos e outras espécies de animais. Também existem hotéis para quando os donos vão de férias e não os podem levar consigo. E surgem cada vez mais lojas especializadas em animais de companhia, que vendem de ração orgânica, a brinquedos, acessórios e mobiliário.

E a própria sociedade tem mudado para os acolher: já há empresas em Portugal que dão licenças de maternidade aos colaboradores que tiverem adoptado um cão. Os animais de estimação passaram a estar em todo o lado. Em casa, no trabalho, no café. Porque eles oferecem mais do que só companhia. São verdadeiros aliados na saúde e na doença. Alguns animais têm mesmo uma função terapêutica e outros proporcionam um apoio social valioso, como acontece com quem não vê.

Apesar de tudo isto, os animais não são tratados de forma igual. Os canis municipais estão sobrelotados. Cerca de 40 mil animais são recolhidos das ruas todos os anos, segundo dados da Associação Nacional de Médicos Veterinários dos Municípios. Mas outros tantos milhares não têm vaga nos centros de acolhimento. O que pode colocar a segurança e a saúde pública em risco, alerta a Ordem dos Médicos Veterinários. Como é que se previne o abandono de animais?

No Fronteiras XXI debatemos a relação que hoje temos com os animais. A sua hierarquização, os critérios que orientam essa ordem de importância e como decidimos que espécies preservar. Da “humanização”, aos deveres do Homem para com os bichos e aos seus novos direitos. Com o CEO do Oceanário de Lisboa João Falcato, a socióloga Verónica Policarpo, a veterinária Ilda Gomes Rosa e o professor catedrático de Direito Fernando Araújo.

A moderação é da jornalista da RTP Ana Lourenço. Fronteiras XXI, dia 11 de Dezembro, às 22h00, na RTP3.

Convidados neste programa

João Falcato CEO Oceanário de Lisboa É director-geral do Oceanário de Lisboa, um aquário de referência onde habitam oito mil animais e que promove diversos projectos educativos e científicos em prol da biodiversidade marin...
Verónica Policarpo Socióloga É investigadora no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Aqui coordena o projecto “CLAN – Amizades entre Crianças e Animais: desafiando fronteiras entre humanos e n...
Ilda Gomes Rosa Veterinária e especialista em bem estar animal Médica veterinária, perita em comportamento e bem-estar animal, é doutorada em Ciências Veterinárias e mestre em Produção Animal pela Faculdade de Medicina Veterinária da Universidad...
Fernando Araújo Professor Catedrático de Direito É professor catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (FDUL). O seu livro "A Hora dos Direitos dos Animais" (2003) impulsionou uma mudança no pensamento jurídico e es...

Documentos

INFOGRAFIA para download: "Nós e os Bichos" 25 Nov, 2019  |  JPG  |  4.76 MB
Estatuto jurídico dos animais 25 Nov, 2019  |  PDF  |  183.34 KB
Convenção Europeia para a Protecção de Animais de Companhia 25 Nov, 2019  |  PDF  |  863.52 KB
Formação para o Ministério Público sobre crimes contra animais de companhia 12 Nov, 2019  |  PDF  |  2.46 MB
Lei proíbe a utilização de animais selvagens nos circos 25 Nov, 2019  |  PDF  |  155.63 KB
Relatório "Planeta Vivo 2018" do World Wildlife Fund 25 Nov, 2019  |  PDF  |  14.52 MB

As melhores questões têm lugar marcado no debate!

Pode escolher o convidado a quem quer deixar a sua mensagem. Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório. Os lugares estão condicionados à lotação do espaço. A selecção das melhores questões e/ou comentários é da responsabilidade da direcção deste programa.
    

SABIA QUE

?
Quase 6 em cada dez pessoas têm pelo menos um animal de estimação. Os cães são mais populares na Argentina. A Rússia prefere os gatos. Os peixes são os favoritos da China. E a Turquia é o país com mais pássaros. "Global Pet Ownership Survey 2016", GfK
No mundo vivem 19 mil milhões de galinhas, 1,5 mil milhões de vacas, dois mil milhões de ovelhas e porcos. "This is how many animals we eat each year", World Economic Forum 2019
33 mil elefantes são mortos, todos os anos, por causa do marfim. "World Tourism Day 2019: sustainable travel and the plight of wild animals", UN Environment Programme

Notícias XXI

Em casa já temos mais animais do que crianças
Comeria um porquinho chamado Babe?

Notícias nos media

  Os direitos dos animais e dos seres humanos. Até onde se podem aproximar?
  Vai nascer um registo nacional para animais com cancro — e pode ser útil para os humanos
  A relação misteriosa entre os animais domésticos e os seus donos