Do campo para as cidades

PROGRAMA 05  

7 JUNHO 2017
22H
Augusto Mateus, Nuno Ferreira da Cruz, Álvaro Domingues e Ana Paula Rafael

A cada semana, três milhões de pessoas em todo o mundo mudam-se para as cidades.

As estimativas das Nações Unidas mostram a velocidade com que o globo se torna cada vez mais urbano. Neste momento, metade da população do planeta já vive em cidades. Em 2030 esse valor atingirá os 60%.

As mega cidades com mais de 10 milhões de habitantes, o equivalente a toda a população portuguesa, vão continuar a crescer sobretudo na Ásia, China, em África ou na Índia. E na Europa envelhecida a urbanização também se acentuará.

Portugal não escapa à tendência. No país, o interior murcha com a população a concentrar-se num litoral cada vez mais povoado. Calcula-se que em 2040, quase 80% dos portugueses viverão ao longo da faixa junto ao mar.

Como será a vida nas nossas cidades? E que papel terão as cidades do interior? Como poderão manter habitantes e atrair pessoas mais jovens? Como criarão emprego e o que podem oferecer?

Para responder a estas e outras perguntas o próximo Fronteiras XXI vai sentar frente a frente o ex-ministro da Economia e autor de inúmeros estudos sobre o desenvolvimento das economias locais, Augusto Mateus,  o especialista em cidades da London School of Economics Nuno Ferreira da Cruz, o geógrafo e professor Álvaro Domingues e Ana Paula Rafael, presidente da Dielmar, empresa têxtil que é uma das maiores empregadoras de Castelo Branco. É já a 7 de Junho às 22h na RTP3.

Convidados neste programa

Ex-ministro da Economia e especialista em estudos sobre economia e inovação

Augusto Mateus

Ex-ministro da Economia e professor universitário durante 42 anos no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), Augusto Mateus tem estudado a realidade económica e as desigualdades territoriais do país.
Actualmente Chairman e Presidente não executivo de uma sociedade de consultores, que fundou em 1998, tem conduzido inúmeros estudos sobre os factores de crescimento desenvolvimento nacional.
Como investigador, coordenou e elaborou análises económicas de política de cidades e de estratégia empresarial para autarquias, entidades públicas e privadas. Os estudos realizados pelo seu gabinete têm igualmente analisado o potencial para a competitividade do país da chamada economia criativa e cultura criativa, tendo criado modelos de avaliação e medição deste impacto para o desenvolvimento regional.
Esteve em cargos políticos duas vezes durante os Governos de António Guterres, primeiro como secretário de estado da Indústria (1995-1996) e depois como ministro da Economia (1996-1997).
Tem uma pós graduação em Economia Internacional e Economia dos Recursos Humanos, pela Universidade de Paris X. É licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras (ISCEF), da Universidade Técnica de Lisboa. Nasceu na capital, em 1950.

mais +
Doutor em Engenharia e Gestão, Investigador da LSE Cities, no Reino Unido

Nuno Ferreira da Cruz

Aos 32 anos é investigador da LSE Cities, o centro internacional da London School of Economics que faz pesquisa e divulgação sobre urbanismo. É também coordenador do projecto New Urban Governance/Nova Governança Urbana, que pretende estudar múltiplos aspectos do planeamento e da gestão municipal.
Doutor em Engenharia e Gestão pelo Instituto Superior Técnico e Mestre em Engenharia Civil tem publicado artigos sobre governo local, índices de transparência e sustentabilidade, gestão e prestação de serviços urbanos ou sobre as parcerias público-privadas.
Como consultor, tem trabalhado frequentemente com a Transparency International (TI) e foi um dos especialistas que coordenou o grupo de trabalho sobre gestão urbana e desenvolvimento Institucional na Cimeira das Nações Unidas sobre Habitação e ao Desenvolvimento Urbano Sustentável (Habitat III).
Entre outros projectos, foi responsável pelo desenvolvimento de indicadores de avaliação dos Governos Locais, entre os quais o índice de transparência municipal.
É membro do Conselho Editorial da Urban Affairs Review.

mais +
Geógrafo e investigador do Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo (Univ. do Porto)

Álvaro Domingues

Geógrafo, dá aulas a alunos de mestrado e doutoramento na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto.
É investigador do Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo (CEAU-FAUP) nas áreas da Geografia Humana, Paisagem, Urbanismo e Políticas Urbanas.
Desenvolveu projectos de investigação com dezenas de entidades nacionais e internacionais entre elas a Fundação Calouste Gulbenkian ou a Fundação Ciência e Tecnologia, mas também a Xunta da Galiza, a Erasmus University of Rotterdam, Club Ville Aménagement – Paris ou as universidades de Granada, Federal de S. Paulo e do Rio de Janeiro.
É autor de vários livros, entre eles Volta a Portugal, Vida no campo e A rua da estrada e co-autor de Políticas Urbanas I e II. Nasceu em Melgaço em 1959.

mais +
Presidente da Dielmar e ex-advogada

Ana Paula Rafael

Desde 2008 que está à frente da Dielmar, a empresa têxtil portuguesa fundada em 1965 em Alcains, que começou como uma pequena alfaiataria e se tornou uma das maiores empregadoras da região de Castelo Branco, com mais de 400 funcionários.
Licenciada em Direito pela Universidade Católica Portuguesa, foi directora na NERCAB, Núcleo Empresarial da Região de Castelo Branco, e trabalhou durante mais de vinte anos como advogada na APR Sociedade de Advogados & Associados RL. É vice-presidente da Associação Industrial Portuguesa - Câmara de Comércio e Indústria, vogal do Conselho de Administração da Fundação Prémio Ramalho Eanes e membro do Conselho Consultivo da idD Portugal, Plataforma das Indústrias de Defesa Nacionais. Em 2015 foi nomeada Comendadora da Ordem do Mérito Empresarial - Classe do Mérito Industrial. Nasceu em 1961.

mais +

Comentários 1

Diga-nos o que pensa sobre este tema. Coloque questões.

Comentar

@#fronteirasXXI