Infografia

06.O crescimento da economia está para durar?

5 JULHO DE 2017 | 22H00

Nos primeiros meses deste ano, a economia portuguesa cresceu 2,5% do PIB. Depois de década e meia de estagnação está o país finalmente no bom caminho? E será este crescimento sustentável? Até quando?

Reveja o programa

A partir de 2001, a economia nacional entrou num beco sem saída e praticamente não cresceu. Após décadas a convergir com a Europa, perdeu terreno e deixou-se ultrapassar pelos concorrentes do Leste da Europa.

Entre 2000 e 2007 a divergência foi relativa, com o país a crescer menos do que as outras economias. Mas na década seguinte, o recuo foi absoluto: em 2017, o PIB nacional era inferior ao atingido dez anos antes.

O que é faz com que Portugal fosse um caso de sucesso até 2000 e depois se tornasse na economia mais débil da Zona Euro?

Quais são os desequilíbrios a travar o crescimento económico? E até que ponto os números mais recentes, que apontam para um crescimento para 2,5% do PIB (Produto Interno Bruto) este ano, mostram que estes estão a ser ultrapassados?

Para discutir o sobe e desce da economia do país e os caminhos do crescimento convidamos um dos maiores empresários nacionais Fortunato Frederico, o homem por trás de marcas como a Fly London e a Foreva, o especialista em inovação Francisco Veloso, ex-director da Católica-Lisbon e novo director da escola de negócios do Imperial College London, e o professor de Economia Luís Aguiar-Conraria, da direcção da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho.

Convidados neste programa

Fortunato Frederico Presidente do Grupo Kyaia, que detém as marcas Fly London e Foreva Lidera o maior grupo português de calçado, o Kyaia, detentor da Fly London, a oitava marca de sapatos mais vendida no mundo, e da rede multimarca Foreva. Foi no sector que sempre trabalhou...
Francisco Veloso Especialista em inovação, director da escola de negócios do Imperial College London Foi nos últimos cinco anos Director da Católica-Lisbon e está de malas feitas para Inglaterra onde, a partir de Agosto, liderará a escola de negócios do Imperial College London. Doutora...
Luís Aguiar-Conraria Professor de Economia e vice-presidente da Escola de Economia e Gestão da Univ. do Minho Doutorou-se em Economia pela Universidade de Cornell, nos EUA, em 2005. É actualmente vice-presidente da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, onde é professor associado c...

Documentos

Infografia: A economia portuguesa no divã 26 Jun, 2017  |  PDF  |  252.52 KB
Infografia com a história da dívida portuguesa 29 Mar, 2017  |  PDF  |  1.15 MB
Estudo dos economistas Olivier Blanchard e Pedro Portugal: "How to strengthen the Portuguese recovery" 25 Jun, 2017  |  PDF  |  459.48 KB
"The Portuguese Slump and Crash and the Euro Crisis", do economista Ricardo Reis (LSE) 25 Jun, 2017  |  PDF  |  1.07 MB
"A Crise portuguesa e o Fundo Monetário Internacional", dos economistas Martin Eichenbaum, Sergio Rebelo e Carlos de Resende 26 Jun, 2017  |  PDF  |  1.22 MB

As melhores questões têm lugar marcado no debate!

Pode escolher o convidado a quem quer deixar a sua mensagem. Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório. Os lugares estão condicionados à lotação do espaço. A selecção das melhores questões e/ou comentários é da responsabilidade da direcção deste programa.
    

SABIA QUE

?
Portugal quase não cresceu nos últimos 16 anos. Mas nos 3 primeiros meses do ano o PIB aumentou 2,8%
A dívida do Estado, das empresas e das famílias bateu um novo recorde: 723,6 mil milhões de euros em Abril
O desemprego caiu para um valor abaixo dos 10%, em Fevereiro

Notícias XXI

Aqui ficam 5 perguntas e respostas sobre a recuperação económica
Portugal, um país de crise em crise
O debate da Dívida Fronteiras XXI em 20 perguntas

Notícias nos media

  Projeções do Banco de Portugal: economia abranda e desemprego cai até 2020
  Dívida continua elevada e deixa Portugal altamente vulnerável a choques, avisa FMI
  Défice histórico conseguido com 942,7 milhões de euros em cativações