Veja a INFOGRAFIA

1.Como são e o que querem as mulheres?

12 DE FEVEREIRO 2019 | 21H30

Todos os dias em Portugal, há mulheres que passam mais de 13 horas entre o emprego, o trabalho em casa e os filhos. Como se sentem e o que querem para o futuro?
Reveja o debate de dia 12 de Fevereiro na RTP3.

Veja o programa completo

O dia teria de ter mais quatro horas e meia para algumas mulheres em Portugal. Em vez de 24 horas precisariam de quase 29 para conseguirem conciliar bem a profissão, os filhos menores e a família.

Passam mais de 13 horas entre o emprego, o trabalho em casa e os filhos, de acordo com um estudo inédito da Fundação Francisco Manuel dos Santos, que estará em debate no lançamento da terceira temporada do programa Fronteiras XXI.

Elas são hoje 49% da força de trabalho nacional, acumulando o emprego com a esmagora maioria das tarefas domésticas. São mais escolarizadas do que os homens – têm mais diplomas e mais doutoramentos – mas ganham em média menos 20% do que eles, um problema que se agudiza no topo da carreira com diferenças que atingem quase 30%.

Como se sentem as mulheres em Portugal: realizadas ou frustradas? O que pesa mais na sua felicidade? O que as faz mais infelizes? E o que é urgente conseguir mudar nos próximos anos? Neste programa teremos no teatro Thalia a actriz Beatriz Batarda, a escritora Dulce Maria Cardoso, a especialista em market intelligence, autora do estudo, Laura Sagnier, e a socióloga e perita em questões de género Sara Falcão Casaca.

A apresentação é da jornalista Ana Lourenço. Não perca dia 12 de Fevereiro, às 21h30, na RTP3.

 

 

Convidados neste programa

Beatriz Batarda Actriz Tem mais 30 anos de carreira como actriz, primeiro no cinema, depois no teatro e desde o ano passado na televisão. Nasceu em Londres, mas veio para Portugal ainda criança. Começou por est...
Dulce Maria Cardoso Escritora Nasceu em Trás-os-Montes mas cresceu em Angola, regressando a Portugal na ponte aérea de 1975. Foi nesta experiência que se inspirou para escrever “O Retorno”, romance sobre a descol...
Laura Sagnier Especialista em market intelligence Formada em Ciências Económicas e Empresariais pela Universidade de Barcelona, trabalha há mais de 25 anos em "market intelligence", ferramenta de análise para tomada de decisões estrat...
Sara Falcão Casaca Socióloga É professora associada com agregação no ISEG – Lisbon School of Economics and Management, da Universidade de Lisboa, onde se doutorou em Sociologia Económica e das Organizações e c...

Documentos

ESTUDO: "As mulheres em Portugal, hoje: Quem são, o que pensam e o que sentem" 15 Fev, 2019  |  PDF  |  11.00 MB
INFOGRAFIA: iGUALDADE DE GÉNERO - UM SÉCULO DE ATRASO NO MUNDO 1 Fev, 2019  |  PDF  |  599.62 KB
"Igualdade de Género ao longo da Vida,", um estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos, coordenado pela socióloga Anália Torres 26 Dez, 2018  |  PDF  |  1.59 MB
Relatório "Igualdade entre Mulheres e Homens na UE 2018" da Comissão Europeia (versão em inglês) 26 Dez, 2018  |  PDF  |  1.40 MB
"Global Gender Gap Report 2018" do Fórum Económico Mundial 2 Jan, 2019  |  PDF  |  14.46 MB
INFOGRAFIA: O que distingue a mulher em Portugal e na Europa? 26 Dez, 2018  |  PDF  |  220.55 KB

SABIA QUE

?
Serão precisos 202 anos para que haja igualdade de salários entre homens e mulheres, estima o Fórum Económico Mundial "Global Gender Gap Report 2018"
Entre os 16 ministros do actual Governo, 5 são mulheres. O seu peso aumenta nas secretarias de Estado, onde há 17 mulheres entre os 44 titulares do cargo
Em Portugal, 8% das mulheres em idade fértil não querem ter filhos Site "Nascer em Portugal", Inquérito à fecundidade (2013)

Notícias XXI

"Mulheres - Uma revolução dentro de casa", um artigo da jornalista Ana Cristina Pereira
Entre o trabalho e a família as mulheres estão numa “armadilha”, diz a socióloga Anália Torres
"E o tempo para si próprias?", a opinião da socióloga Heloísa Perista
"É preciso acabar com a injustiça contra as mulheres enquanto mulheres", diz Irene Flunser Pimentel

Notícias nos media

  Nove mulheres mortas em contexto de violência doméstica desde o início do ano
  Mulheres ganham menos 2464 euros por ano do que os homens. Igualdade é obrigatória a partir de hoje
  Mulheres ainda recebem menos dois meses de salário do que os homens em Portugal